''Open Source Software''

Da aprendis
Ir para: navegação, pesquisa

Open-Source

O software open source é muito semelhante ao free software uma vez que consiste em todo e qualquer software que permita simultaneamente: a sua utilização para qualquer fim e sem restrições; a distribuição de cópias sem restrições; o acesso ao seu código fonte e o estudo do seu funcionamento; a sua adaptação às necessidades de cada um; e a possibilidade de disponibilizar a terceiros quaisquer alterações introduzidas [1]. As soluções open source são mais frequentemente projetos de âmbito mais reduzido, concebidos para resolver um problema específico ou dar uma alternativa a um produto comercial existente. Com estes softwares uma organização tem mais flexibilidade nas suas escolhas e pode avaliar o software na sua versão completa . [2] O software open source também tema vantagem de ser mais rápido a ser atualizado e responder mais especificamente ao objetivo para o qual foi criado. As comunidades dos projetos open source contam com profissionais na área que participam no desenvolvimento ou suporte e podem promover mudanças para corresponder às necessidades do negócio em causa ou resolver bugs [3]. Em termos de suporte ao open source existem várias possibilidades como: empresas especializadas em open source que oferecem serviços de consultoria, formação e suporte; a organização que mantém o projeto; ou até os fóruns do projeto onde outros utilizadores partilham código e técnicas no sentido de poderem ajudar a resolver problemas [4]

Bibliografia

  1. R. Kemp, “Current developments in Open Source Software,” Comput. Law Secur. Rev., vol. 25, no. 6, pp. 569–582, 2009.
  2. B. Janamanchi, E. Katsamakas, W. Raghupathi, and W. Gao, “The State and Profile of Open Source Software Projects in health and medical informatics,” Int. J. Med. Inform., vol. 78, no. 7, pp. 457–472, 2009.
  3. S. Sfakianakis, C. E. Chronaki, F. Chiarugi, F. Conforti, and D. G. Katehakis, “Reflections on the role of open source in health information system interoperability.,” Yearb. Med. Inform., pp. 50–60, 2007.
  4. S. Sfakianakis, C. E. Chronaki, F. Chiarugi, F. Conforti, and D. G. Katehakis, “Reflections on the role of open source in health information system interoperability.,” Yearb. Med. Inform., pp. 50–60, 2007.