Nintendo Wii: Qual o impacto na 3.ª idade? Estudo clínico randomizado

Da aprendis
Ir para: navegação, pesquisa
Nintendo Wii: Qual o impacto na 3.ª idade? Estudo clínico randomizado
Autor Filipe Joaquim Rodrigues Portela
Orientador Ricardo João Cruz Correia
Co-Orientador João de Almeida Lopes da Fonseca
Data de Entrega 2010
URL http://hdl.handle.net/10216/55344
Palavras-chave Nintendo Wii, Teste clínico
Resumo

Com a crescente implementação da Nintendo Wii® como uma ferramenta na prática clínica, criamos este teste randomizado duplo-cego para investigar o seu impacto nos idosos.


Métodos: 65 séniores institucionalizados (H-25, M-40) foram randomizados em 3 grupos: AWiitherapy (com supervisão) (n=23); B-Nintendo Wii® (sem supervisão) (n=20); C-Movement Class (sem Wii®) (n=22). Escalas Barthel, Berg, MMSe e SF36 foram usadas para aceder antes e depois de 20 intervenções. O grupo de alocação foi secreto para o analista estatístico.


Resultados:
Grupo A: Resultados significativamente melhores na componente de Função Física e resultados significativamente inferiores na Função de Papel Emocional na escala SF36. Outros resultados significativamente melhores foram encontrados nas componentes de Função Física e Vitalidade nos indivíduos que sofreram intervenções superiores a 750 minutos (15 sessões). Este foi também o grupo com a melhor assiduidade e satisfação na experiência.
Grupo B: Resultados significativamente melhores nas componentes de Vitalidade e Saúde Mental na escala de SF36.
Grupo C: Resultados significativamente melhores na escala de Berg.


Conclusão: O uso da Nintendo Wii®, quando supervisionado, pode ser uma excelente ajuda em termos físicos e motivacionais para os mais idosos, especialmente após 15 sessões de 50 minutos cada uma. Contudo, este uso deve ser feito de forma cautelosa, pois pode causar frustração e depressão aos menos capacitados. É necessária mais investigação nesta área, assim como nos benefícios e riscos do uso da Nintendo Wii® como uma ferramenta para a saúde.