OsiriX

Da aprendis
Ir para: navegação, pesquisa
OsiriX
Sigla
Designação OsiriX
Data de Lançamento 2004
Entidade Criadora
Entidade Gestora Pixmeo
Versão Atual 6.5
Requisitos Técnicos
Tipo de Licenciamento
Arquitetura
Sistema Operativo Mac OS
Especialidade Médica
Utilizadores Principais
Função Processamento de Imagem Médica

Descrição

OsiriX Logo.jpg

Acerca do OsiriX

Certificação para Sistemas de Registo Electrónico em Saúde (S-RES)

Devido à crescente informatização dos processos que antes eram realizados de forma manual, existe uma procura constante pela segurança dos dados e processos envolvidos. Os sistemas que manipulam informações importantes e sigilosas devem assegurar aos utilizadores a autenticação, confidencialidade e integridade dos dados [1]. A certificação para S-RES tem como base conceitos e padrões nacionais e internacionais da área da Informática em Saúde. De acordo com a Organização Internacional de Padronização (ISO), um padrão é um documento estabelecido por consenso e aprovado por um grupo reconhecido, que estabelece um conjunto de regras, protocolos ou características de processos para ordenar e organizar actividades em contextos específicos [2]. As características e funcionalidades existentes em padrões respeitados nacional ou internacionalmente podem e devem ser utilizadas para facilitar a avaliação de um S-RES e para o planeamento de novas versões de S-RES ao longo do tempo [2]. Para a certificação, é necessário estabelecer critérios objetivos que possam ser utilizados de modo uniforme em cada auditoria, garantindo que os S-RES avaliados tenham as mesmas oportunidades de serem ou não aprovados no processo, independentemente dos auditores envolvidos [2] Os principais benefícios da certificação são a diminuição dos riscos quanto à aquisição de S-RES, melhorar o atendimento e a segurança aos doentes e consciencializar o sector da saúde quanto à importância de funcionalidades básicas em S-RES [1]. O manual de certificação para S-RES descreve o processo de certificação realizada pela Sociedade Brasileira de Informática em Saúde, as categorias e enquadramento certificáveis dos sistemas e os requisitos de conformidade [1].

Osirix Imaging Software

O processamento de imagens médicas tem sido um dos campos da saúde que está em constante desenvolvimento, sendo assim, este campo tem a necessidade de estar sempre actualizado e de acordo com as necessidades que existem e que vão surgindo no dia-a-dia. Deste modo, surge o OSIRIX, um dos softwares existentes que tem como objectivo realizar o processamento de imagens. Este software actua, essencialmente em imagens DICOM (".dcm" / extensão ".dcm") que são produzidas por equipamentos de imagem médica (MRI, CT, PET, PET-CT, SPECT-CT, ultra-sons, entre outras). O OSIRIX é totalmente compatível com a norma DICOM tanto para o processo de comunicação de imagens como para o arquivamento e manuseamento das mesmas. A grande vantagem deste software é a sua versatilidade no que toca à recepção de imagens de outros softwares de imagem, existindo assim, compatibilidade de imagem entre eles e a inexistência de perda de informação médica. O OSIRIX torna-se, deste modo, compatível com o DICOM e o PAC´s, com o C-STORE SCP/SCU, e Query/Retrieve : C-MOVE SCU/SCP, C-FIND SCU/SCP, C-GET SCU/SCP, WADO. OSIRIX foi criado e/ou desenhado especificamente para realizar o manuseamento e visualização de imagens multimodais e multidimensionais: Visualizador 2D, Visualizador 3D, Visualizador 4D. Esta característica permite-lhe assim, trabalhar juntamente com o PACS e o DICOM em imagem médica, mais especificamente em investigação médica (radiologia, e imagiologia nuclear), imagiologia funcional, imagens 3D, microscopia confocal e imagiologia molecular. Este software está actualmente a ser desenvolvido e suportado pela Pixmeo. Presentemente, podemos encontrar este software em formato 32 bits e 64 bits. A versão correspondente ao formato 64 bits permite ao utilizador manusear e carregar um número ilimitado de imagens, e também oferece melhores desempenhos em desenhos 3D, o mesmo não acontece com a versão correspondente ao formato 32 bits que contém um limite de memória de 4GB [3][4].

Instalação

Requisitos de Instalação

Para ser possível trabalhar com o OSIRIX é necessário que o equipamento a onde se irá instalar possua os seguintes requisitos:

  • Computador do tipo Mac OS X 10.8 ou superior;
  • Processador Intel;

Para se obter um melhor desempenho é necessário:

  • 6 GB de RAM se o utilizador pretende abrir mais de 800 imagens (CT e ressonância magnética, PET-CT).
  • 8 GB de RAM para mais de 1500 imagens (de multi slice CT e PET-CT) com o OsiriX-64 bit.
  • 12 GB de memória RAM para mais de 3000 imagens (cardíacas ou de imagem funcional) com o OsiriX-64 bit.

Avaliação

Avaliou-se este software com base nos principais requisitos do anual de Certificação para S-RES (Certificação de 2011) e com a indicação se esse requisito é ou não verificado/cumprido pelo mesmo.


Analise da Verificação dos Requisitos de Certificação

O programa Osirix surgiu em 2004, baseado no trabalho de um grupo de radiologistas da Universidade da Califórnia, Rosset et al., com o intuito de ser uma aplicação intuitiva e fácil de manusear para os profissionais na área da saúde dos centros imagiologicos, assim como para utilizadores não especializados na área. [3] Este é um programa de processamento e transmissão de imagens DICOM para Mac , de código aberto, distribuído gratuitamente. O Osirix tem um grande número de funções e ferramentas, no entanto está limitado somente ao sistema operativo Mac OS X. É um programa multimodalidades, que permite visualizar imagens 2D, 3D e 4D, nos mais variados formatos de arquivo: TIFF (8,16, 32 bits), JPEG, PDF, AVI, MPEG e QuickTime. Recorrendo a este programa é possível a troca de imagens entre diferentes instituições, sendo este regida segundo o protocolo de comunicação DICOM PACS. Deste modo, funciona simultaneamente, como uma estação de trabalho para imagens médicas e um pacote de software de processamento de imagem para a investigação médica (radiologia e medicina nuclear), imagiologia funcional, imagens 3D, microscopia e imagiologia molecular. A avaliação da qualidade desenvolvida acerca deste programa, notou que apesar de ser de fácil instalação e muito intuitivo, no que se refere à utilização, existem aspectos que deveriam ser melhorados, considerando que se trata de um software médico, devendo por isso dar especial atenção ao que se refere à segurança e confidencialidade dos dados dos pacientes. Desta forma, realçamos que, o Osirix, não obriga a um registo dos seus utilizadores, assim como não assegura a obrigatoriedade de login por parte destes. A informação é facilmente acedida no Osirix, uma vez que está organizada cronologicamente e separada através de filtros. Assim sendo, é possível acompanhar a passagem de um dado paciente pela instituição ao longo da sua vida. No entanto, as informações disponibilizadas, são apenas relativas a imagens provenientes das diversas modalidades, não sendo possível associar a estas, qualquer tipo de documento em texto, nomeadamente, os relatórios acerca das mesmas ou ficheiros digitalizados. No que se refere à auditoria e avaliação das informações disponibilizadas no programa, constatou-se que estas não são realizadas sistematicamente, o que pode por em causa a qualidade e segurança dos dados disponibilizados. A maior parte da informação disponibilizada no Osirix, não está acessível aos pacientes a que a mesma se refere, não estando também autorizada e assinada digitalmente por estes, até porque este programa não segue as politicas de assinatura digital. Concluindo, este é um programa em crescente desenvolvimento, sendo que a maioria da informação acerca do mesmo, pode ser encontrada on-line, mas de forma ainda pouco definida.

Referências

1. Araújo, B., Valentim, R., Hekis, H., Júnio, J., Tourinho, F., Alves, R. (2013). Processo de Certificação de Sistemas de Registro Eletrônico de Saúde no Brasil: Uma abordagem abrangente e os principais desafios. Revista Brasileira de Inovação Tecnológica em Saúde.

2. Silva, M. (2011). Manual de Certificação para Sistemas de Registro Eletrônico em Saúde (S-Res). Versão 4. Certificação 2011.

3. A. Original, “Osirix : uma estação de trabalho radiológica portátil ao alcance do cirurgião Osirix : providing surgeons with a mobile radiology workstation,” vol. 10, no. 2, pp. 35–39, 2008.

4. “About OsiriX.” [Online]. Available: http://www.osirix-viewer.com/AboutOsiriX.html. [Accessed: 16-Jun-2015].


Links Externos