Sistema de Informação Geográfico aplicado a distribuição de pacientes para Equipas de Saúde Familiar

Da aprendis
Ir para: navegação, pesquisa
Sistema de Informação Geográfico aplicado a distribuição de pacientes para Equipas de Saúde Familiar
Autor João Rolando Brás Azevedo
Orientador José Alberto Silva Freitas
Co-Orientador
Data de Entrega 2011/10
URL http://hdl.handle.net/10216/62217
Palavras-chave SIG (Sistemas de Informação Geográficos), Saúde Publica, Saúde comunitária, Enfermagem, Medicina, Enfermagem de Família, Médico de Família, Enfermeiro de Família por área geográfica
Resumo

Introdução: Os Cuidados de Saúde Primários são focalizados nos cuidados à Família. Nestes domínios, por vezes é necessário implementar novas metodologias. Uma das teorias existentes consiste em dividir os pacientes de acordo com áreas geográficas.


Objectivos: Estudar e implementar metodologias para a distribuição de pacientes em Unidades de Saúde e desenvolver uma ferramenta para ajudar neste processo.


Métodos: Uma Unidade de Saúde foi seleccionada de forma a recolher e processar dados bio-geográficos de pacientes. Foi executada uma distribuição manual numa 1ª fase e vários métodos foram testados. Um sistema de informação foi desenvolvido para ajudar a distribuição e a comparação entre métodos manuais e automáticos.


Resultados: Os dados originais revelaram ter uma percentagem significativa de erros (29%). Isto levou a uma validação cruzada de endereços, um processo que demorou meses. Apenas depois, várias técnicas de distribuir pacientes puderam ser testadas. Uma das técnicas revelou-se como possuindo mais vantagens. Um Sistema de Informação Geográfica robusto foi desenvolvido.


Discussão: A análise demorou um tempo significativo a ser realizada. O método de distribuição de pacientes escolhido demonstrou ser apropriado para esta situação e, provavelmente, poderá ser usado noutras localizações de âmbito urbano. Sistema obtido permitiu ganhos de tempo e uma melhor compreensão e processamento da informação.


Conclusão: As novas tecnologias em geral e o sistema desenvolvido em particular, podem ajudar a alocação de pacientes em áreas geográficas e representam uma mais-valia em termos de poupança de tempo.