Análise dos Requisitos Técnicos dos Cadernos de Encargos destinados a Sistemas de Informação Hospitalares

Da aprendis
Revisão das 17h17min de 19 de maio de 2016 por Maria João Simões (Discussão | contribs)

(dif) ← Revisão anterior | Revisão atual (dif) | Revisão seguinte → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa
Análise dos Requisitos Técnicos dos Cadernos de Encargos destinados a Sistemas de Informação Hospitalares
Autor Domingos Manuel da Silva Pereira
Orientador Ricardo João Cruz Correia
Co-Orientador
Data de Entrega 2011/10
URL http://hdl.handle.net/10216/62273
Palavras-chave Requisitos, Caderno de encargos, Sistemas de informação, Certificação
Resumo

Introdução: Este trabalho centra-se na análise dos requisitos habitualmente presentes no anexo técnico dos cadernos de encargos destinados à escolha de um sistema de informação hospitalar (SIH).


Objectivos: Pretende-se saber se os requisitos expressos se centram mais na descrição das necessidades e características pretendidas ou avançam já na especificação do software da solução. Pretende-se ainda saber se os requisitos expressos já levam em linha de conta os requisitos-critérios das entidades certificadoras de SIH.


Métodos: Partindo da abordagem filosófica do realismo critico, estabeleceu-se uma metodologia de investigação para este trabalho, que incorporou técnicas de entrevista, análise de documentos e reflexão sobre a própria experiência do autor no desenvolvimento de um caderno de encargos e respectivo anexo técnico para a selecção de um sistema de informação hospitalar.


Resultados: Os dados recolhidos são convergentes e permitem identificar alguns riscos que deverão ser minimizados ao nível do anexo técnico, do restante caderno de encargos e do processo concurso que lhe está inerente.


Conclusões: Tipicamente os anexos técnicos centram-se na descrição das necessidades e características pretendidas para o SIH. O risco de se obter uma solução funcionalmente satisfatória, mas que implique uma organização de trabalho distinta do que o hospital pretende, é real e acontece. O nível de descrição dos vários componentes que compõem o âmbito funcional do caderno de encargos, é habitualmente desequilibrado. Nem sempre os utilizadores chave do hospital são chamados a participar activamente no desenvolvimento do caderno de encargos e do seu anexo técnico.