Diferenças entre edições de "Levantamento de requisitos"

Da aprendis
Ir para: navegação, pesquisa
(Sub-tarefas do levantamento de requisitos ⌘)
(Sub-tarefas do levantamento de requisitos ⌘)
Linha 13: Linha 13:
 
== Sub-tarefas do levantamento de requisitos ⌘ ==
 
== Sub-tarefas do levantamento de requisitos ⌘ ==
 
Esta fase é, em si, um processo que implica uma série de outras tarefas:
 
Esta fase é, em si, um processo que implica uma série de outras tarefas:
 +
 +
# Estabelecer objetivos:
 +
# Compreender o contexto:
 +
# Organizar o conhecimento:
 +
# Fazer o levantamento dos requisitos:
 +
 +
 +
 +
=== Estabelecer objetivos ⌘ ===
 +
  
 
# Estabelecer objetivos:
 
# Estabelecer objetivos:

Revisão das 18h15min de 10 de fevereiro de 2017

Title
Levantamento de requisitos
Author
Vários autores
Subfooter
18h16min de 10 de fevereiro de 2017


O levantamento de requisitos é uma fase de um sistema de informação.

Os requisitos podem ser descrições de como um sistema de informação se deve comportar, das suas propriedades e das suas restrições ou condicionantes do seu desenvolvimento.

A fase de levantamento de requisitos é, então, de extrema importância, pois é ela que garante que o novo sistema de informação será capaz de fazer o que é suposto fazer.

Sub-tarefas do levantamento de requisitos ⌘

Esta fase é, em si, um processo que implica uma série de outras tarefas:

  1. Estabelecer objetivos:
  2. Compreender o contexto:
  3. Organizar o conhecimento:
  4. Fazer o levantamento dos requisitos:


Estabelecer objetivos ⌘

  1. Estabelecer objetivos:
    • Definir objetivos do negócio;
    • Definir o problema a resolver;
    • Definir as restrições do sistema:
      • Restrições económicas;
      • Restrições políticas;
      • Restrições tecnológicas;
      • Restrições ambientais;
      • Restrições temporais, etc.;
  2. Compreender o contexto:
    • Compreender a estrutura organizacional;
    • Compreender o domínio da aplicação;
    • Identificar os sistemas existentes;
  3. Organizar o conhecimento:
    • Identificar os stakeholders e os utilizadores:
      • Compreender as necessidades dos interessados num sistema de informação é decisivo para o desenvolvimento de uma solução efetiva;
      • Conhecer os interessados e as suas necessidades permite definir as fronteiras do sistema:
        • Quem são os utilizadores do SI? Quem fornece, utiliza, remove informação do SI?
        • Como é que o SI contém a informação necessária ao seu funcionamento?
        • Onde é que o SI é utilizado?
        • Quem será afetado pelas saídas que o SI produz?
        • Quem vai ficar responsável pela manutenção do SI?
        • Que outros sistemas interagem com o novo SI?
    • Definir prioridades para os objetivos;
    • Filtrar o domínio de conhecimento;
  4. Fazer o levantamento dos requisitos:
    • Identificar requisitos dos stakeholders;
    • Identificar requisitos do domínio;
    • Identificar requisitos da organização.

O contexto no qual o sistema se vai inserir e as condições impostas ao processo, influenciam a forma como o levantamento de requisitos é feito.

Funcionais e não funcionais ⌘

Requisitos não-funcionais ⌘

São os requisitos relacionados ao uso da aplicação em termos de desempenho, usabilidade, confiabilidade, segurança, disponibilidade, manutenção e tecnologias envolvidas. Não é preciso o cliente dizer sobre eles, pois eles são características mínimas de um software de qualidade, ficando a cargo do desenvolvedor optar por atender esses requisitos ou não. Ver [[1]]

  • Requisitos de produtos : Requisitos que especificam o comportamento do produto.Ex. portabilidade; tempo na execução; confiabilidade,mobilidade, etc.
  • Requisitos da organização: Requisitos decorrentes de políticas e procedimentos corporativos. Ex. padrões, infra-estrutura,etc.
  • Requisitos externos: Requisitos decorrentes de factores externos ao sistema e ao processo de desenvolvimento. Ex. requisitos de interoperabilidade, legislação,localização geográfica etc.
  • Requisitos de facilidade de uso. Ex.: usuários deverão operar o sistema após um determinado tempo de treinamento.
  • Requisitos de eficiência. Ex.: o sistema deverá processar n requisições por um determinado tempo.
  • Requisitos de confiabilidade. Ex.: o sistema deverá ter alta disponibilidade, p.exemplo, 99% do tempo.
  • Requisitos de portabilidade. Ex.: o sistema deverá rodar em qualquer plataforma.
  • Requisitos de entrega.Ex.: um relatório de acompanhamento deverá ser fornecido toda segunda-feira.
  • Requisitos de implementação.: Ex.: o sistema deverá ser desenvolvido na linguagem Java.
  • Requisitos de padrões.: Ex. uso de programação orientada a objeto sob a plataforma A.
  • Requisitos de interoperabilidade.:Ex. o sistema deverá se comunicar com o SQL Server.
  • Requisitos éticos. Ex.: o sistema não apresentará aos usuários quaisquer dados de cunho privativo.
  • Requisitos legais. Ex.: o sistema deverá atender às normas legais, tais como padrões, leis, etc.
  • Requisitos de Integração. Ex.: o sistema integra com outra aplicação.

Requisitos funcionais ⌘

São os requisitos relacionados com as funções específicas que o sistema de informação é suposto executar, e que levaram à sua instalação. São exemplos de possíveis requisitos funcionais de um registo clínico electrónico:

  • capacidade de recolher os dados das admissões de doentes
  • capacidade de recolher os dados das altas de doentes
  • capacidade de recolher os dados de prescrição

Processos para descobrir requisitos ⌘

  1. Requisitos conduzidos por políticas organizacionais - No hospital XYZ todos os diagnósticos são identificados através de código ICD;
  2. Requisitos iniciados por problemas:
    • Diagnóstico conduzido por eventos;
    • Análise baseada em modelos;
  3. Requisitos iniciados por exemplos;
  4. Requisitos impostos pelo ambiente externo:
    • Normas, regulamentos, etc.
      • Exemplo: Nos hospitais portugueses é obrigatória a identificação dos utentes nacionais com o número de utente existente no cartão do cidadão
      • Exemplo: Ver Requisitos SBIS para o RES

Instrumentos de identificação de requisitos ⌘

  1. Entrevistas e questionários - técnicas simples, mas difíceis de aplicar porque:
    • Enviesamento do entrevistadores;
    • Predisposição do entrevistado; pode ser melhorada a predisposição usando linguagem apropriada e técnicas de negociação;
    • Relação pessoal;
  2. Workshops de requisitos - técnica de grupo para o debate e acordo das questões associadas à identificação de requisitos:
    • Grupo é composto por representantes dos diversos stakeholders identificados;
    • Discussão é mediada por especialista na identificação e levantamento de requisitos;
  3. Brainstorming - técnica de grupo para a geração de novas ideias:
    • Encoraja a participação de todos os envolvidos no processo de criação de SI;
    • Permite o aproveitamento e o refinamento de outras ideias e a criação de novas;
    • Encoraja o pensamento livre;
  4. Cenários - técnica que permite colocar os interessados no SI perante uma situação realista em que simulam ou antevêem a interação com o SI;
  5. Storyboarding - técnica que permite obter, rapidamente, reações dos utilizadores para os conceitos propostos para o SI:
    • Passivo - capturas de ecrã; regras do negócio; relatórios;
    • Ativo - slide shows; animações; simulações;
    • Interativo - demos; apresentações interativas;
  6. Protótipos - técnica que consiste na criação de uma versão inicial do sistema para apoio à identificação, análise e validação de requisitos

Formato dos requisitos ⌘

  • Numerar requisitos
  • Esquemas em formato UML
  • Uso de linguagem natural
  • Incluir critérios de aceitação dos requisitos

Problemas no levantamento de requisitos ⌘

Ilustração cómica da dificuldade de comunicação e articulação entre os vários intervenientes no desenvolvimento de um sistema

Vários problemas podem surgir durante o levantamento de requisitos, nomeadamente:

  1. Os utilizadores não sabem o que querem ou sabem o que querem, mas não conseguem articulá-lo;
  2. Os utilizadores pensam que sabem o que querem até que os desenvolvedores lhes dêem o que disseram que queriam;
  3. Os analistas acham que compreendem os problemas dos utilizadores melhor que os mesmos.

Uma forma de minimizar os problemas é serem discutidos de forma iterativa em várias versões até à final.