Diferenças entre edições de "OpenMRS"

Da aprendis
Ir para: navegação, pesquisa
Linha 2: Linha 2:
  
 
{{Sistemas de Informação em Saúde
 
{{Sistemas de Informação em Saúde
|Designação = OpenMRS - Open Medical Record System
+
|Sigla do Sistema de Informação= OpenMRS
 +
|Designação = Open Medical Record System
 
|Data de Lançamento = 01/02/2006
 
|Data de Lançamento = 01/02/2006
 
|Entidade Criadora = Indiana University School of Medicine and Moi University
 
|Entidade Criadora = Indiana University School of Medicine and Moi University
 
|Entidade Gestora = OpenMRS
 
|Entidade Gestora = OpenMRS
 
|Versão Atual = 2.2
 
|Versão Atual = 2.2
|Requisitos Técnicos = 1GHz Processor/ 256MB memória/ 40GB disco rigido  
+
|Requisitos Técnicos do Sistema de Informação = 1GHz Processor/ 256MB memória/ 40GB disco rigido  
|Tipo de Licenciamento = OpenSource
+
|Tipo de Licenciamento do Sistema de Informação = OpenSource
|Arquitetura = Modular
+
|Arquitetura do Sistema de Informação = Cliente-Servidor
|Sistema Operativo = Linux, Mac OS X, Windows
+
|Sistema Operativo do Sistema de Informação = Linux, Mac OS X, Windows
 
|Especialidade Médica = Registos Clínicos Eletrónicos
 
|Especialidade Médica = Registos Clínicos Eletrónicos
|Utilizadores Principais =  
+
|Utilizadores Principais do Sistema de Informação= Comunidade
 
|Função = Registos Clínicos Eletrónicos
 
|Função = Registos Clínicos Eletrónicos
 
}}
 
}}

Revisão das 22h22min de 7 de julho de 2015

OpenMRS logo
OpenMRS
Sigla OpenMRS
Designação Open Medical Record System
Data de Lançamento 01/02/2006
Entidade Criadora Indiana University School of Medicine and Moi University
Entidade Gestora OpenMRS
Versão Atual 2.2
Requisitos Técnicos 1GHz Processor/ 256MB memória/ 40GB disco rigido
Tipo de Licenciamento OpenSource
Arquitetura Cliente-Servidor
Sistema Operativo Linux, Mac OS X, Windows
Especialidade Médica Registos Clínicos Eletrónicos
Utilizadores Principais Comunidade
Função Registos Clínicos Eletrónicos



O OpenMRS é um sistema de registos clínicos open-source, grátis desenhado para uso em países em desenvolvimento. Suporta a prestação de cuidados de saúde e a investigação em cada continente. Baseado em JAVA e Web, este software começou por um modelo de dados simples interligado com um API e a construção da aplicação web-based que suporta o API[1]. Este suporta o acoplar de módulos, para facilitar a possibilidade de implementação de forma a encontrar as necessidades locais. Tendo estes módulos acesso total ao sistema, par poder criar tabelas na base de dados, alterar o comportamento do API e por ventura adicionar ou mudar a aplicação web-based.

O OpenMRS é assim fundado pelos princípios de abertura e partilha, de ideias, software e estratégias para implementação.



Missão

Implementar Sistemas de Informação em Saúde de modo a diminuir custos, aumentar a capacidade, e aproximar a diferença entre ambientes ricos e ambientes pobres em recursos[2]. O seguir de Normas e Terminologias permite ás pessoas usar os Sistemas de Informação para partilhar informação coerente e reduzir esforços neste ato, sendo que conceitos e processos possam ser facilmente partilhados de modo a permitir aos profissionais de saúde e pacientes trabalharem em equipa efetivamente.

Melhorar a qualidade de prestação de cuidados de saúde num ambiente escasso em recursos para tal, criando através de uma coordenação global uma estrutura robusta, dirigida ao utilizador de Registo de Saúde Electrónico.

          Centrada no Utilizador
  • Decisões de design são definidas por necessidades reais.
  • Software que funciona em ambientes desafiantes da prestação de cuidados de saúde.
  • Plataforma adaptável ás necessidades dos utilizadores por todo o mundo.
          Open-Source 
  • Comunidade aberta, honesta e transparente nos processos e software
  • O software serve de plataforma que potencia tanto os utilizadores como desenvolvedores.
  • Documentos são publicados que partilham o conhecimento, skills, experiências e fracassos.
          Dirigido para a Comunidade
  • Crença que as melhores ideias provém de diferentes pessoas com diferentes backgrounds e talentos, juntos é possível inovar e construir.
  • Colher a sabedoria que provém da comunidade de desenvolvedores , através da discussão de ideais, problemas e resolução destes.

História

OpenMRS Developers Team

Pelos anos 90, uma parceria académica entre a Universidade de Medicina em Indiana nos Estados Unidos da América e a Universidade Moi Eldoret do Quénia, providenciou aos estudantes de medicina desta última instituição um programa de conhecimento com acesso a treino em prestação de cuidados de saúde. O programa cresceu durante vários anos, e entretanto um caso severo de propagação de HIV no Quénia Ocidental, alterou assim os objetivos deste, criando-se assim a AMPATH ( Academic Model for Prevention and Treatment of HIV/AIDS), o número de utentes continuou a crescer, e sistemas básicos como Microsoft Access eram usados para monitorização destes.

Passado algum tempo, a quantidade de dados começou a tornar-se vasta demais para os sistemas existentes, então o Diretor clinico convidou Burke Mamlin, do Regenstrief Institute of Indianapolis[1], para visitar e avaliar e que medidas podiam surgir na tecnologia de Informática Médica para uma melhor gestão dos dados. Pela visita realizada Burke verificou que um novo sistema seria necessário, com o seu colega Paul Biondich começaram a desenhar modelos de dados para um novo sistema de EHR.

Ao mesmo tempo, uma organização sem fins lucrativos baseada em Boston com o nome de Partners in Health(PIH)[2], começava o desenvolvimento de web-based EMR(Eletronic Medical Records) em países em desenvolvimento, chefiada por Hamish Fraser. Em Setembro de 2004, Paul e Burke conheceram Hamish num Congresso Mundial de Informática Médica em S.Francisco. Tornou-se aparente que os três partilhavam as mesmas ideologias e concordaram em trabalhar em conjunto para a realização deste Software clinico.

Através da forte cooperação existente entre a PIH e o instituto Regenstrief e das longas distancias envolvidas, um projeto open-source foi a melhor maneira de suster e fazer crescer a plataforma e assim nasceu o projeto OpenMRS.[3]

Instalação/Configuração

Avaliação/Certificação

Ligações úteis

OpenMRS official website[3]

OpenMRS Wiki[4]

OpenMRS Developers Team[5]